icon-plus
Festa Junina (1967), de Elisa Martins da Silveira [Foto: Ding Musa / Cortesia Galatea]

A galeria de Antônia Bergamin, Conrado Mesquita e Tomás Toledo ganha nova casa em Salvador, a partir de hoje, 31/1. Localizada no Edifício Bráulio Xavier, no centro histórico da capital baiana, a galeria abre as portas com a coletiva Cais, curada por Toledo e Alana Silveira – que comandará a direção da Galatea em Salvador. Quatro núcleos temáticos organizam a mostra, que tem como ponto de partida as trajetórias plásticas e de vida dos artistas Aislan Pankararu, Chico da Silva, José Adário e Miguel dos Santos. Fantasias de fauna e flora, geometrias afro-indígenas e brasileiras, máscaras expandidas e representações da religiosidade e cultura afro-indígena e brasileira dão nome às direções apresentadas nas obras dos 60 artistas apresentados. A exposição segue em cartaz até 16/3.

Abertura
Cais
31/01/2024
Galatea, Salvador
Festa Junina (1967), de Elisa Martins da Silveira [Foto: Ding Musa / Cortesia Galatea]
Tags  
Miguel dos Santos   José Adário dos Santos   Chico da Silva   Alana Silveira   salvador   Tomás Toledo   Aislan Pankararu   Galatea   Antonia Bergamin   Conrado Mesquita   José Adário