icon-plus
Vídeo de Artista
Frame de Paisagem Danada (2020), de Lucas Bambozzi (Foto: Cortesia do artista)
Postado em 07/07/2020 - 10:30
Vídeo de artista: Paisagem Danada, de Lucas Bambozzi
Síndrome associada ao sofrimento causado por mudança ambiental muito abrupta pauta nova pesquisa artística

Paisagem Danada, série de vídeos de Lucas Bambozzi no quadrilátero ferrífero de Minas Gerais, é um desdobramento de estudos feitos para o filme Lavra, que ele dirige e deve ser finalizado neste ano. No documentário, as imagens aéreas remetem ao conceito de solastalgia, uma síndrome associada ao sofrimento causado por uma mudança ambiental muito abrupta.

Produzidos com a ferramenta Earth Studio, do Google, que agrega imagens aéreas de diferentes fontes, a partir de coordenadas de latitude e longitude, os vídeos condensam um perturbador voo sobre o estado de desequilíbrio (ecológico, social e econômico) que nos espreita de todos os lados. Operando no limite entre o hiper-realismo maquínico e as dores de um espaço violentado pela devastação dos recursos naturais, da terra e da água, Bambozzi adentra no espaço aéreo antes reservado apenas às mineradoras que atuam na região.

“Se antes usurpavam apenas as entranhas da terra, de forma barulhenta, mas quase invisível, a danação da paisagem (que produzem) passou a ser de conhecimento muito mais amplo, principalmente depois da ruptura criminosa de barragens mal construídas e pouco cuidadas, em 2015 (Mariana) e 2019 (Córrego do Feijão)”, diz. Nas imagens desses sobrevoos sintéticos, enuncia-se uma agonia que “se intromete nos olhos como poeira de minério de ferro suspenso no ar”.

Leia o texto do artista sobre o projeto Paisagem Danada aqui.